Associação

2004 - 2012

Dream Metaphor nasceu em Outubro de 2004 e foi sofrendo diversas mutações ao longo do seu percurso. De um ambiente futurista e obscuro, influenciado pela ficção científica, onde as máquinas, manipuladas por Leonel Ranção (aka [Replycant]), apenas transformavam os sonhos em notas musicais e sons atmosféricos. Rapidamente se juntou uma voz feminina dando assim mais vida aos sonhos. Sentindo que esta forma de materializar os sonhos continuava a ser demasiado redutora, tendo em conta a imensidão de interpretações do mundo onírico, Dream Metaphor transformou-se num colectivo artístico multimédia, ao qual se juntou Joana Ranção para dar a esses mesmos sonhos uma forma corpórea, através da dança e dos seus movimentos artísticos. Música, voz, dança e imagens unem-se e os conceitos iniciais esvanecem-se dando espaço a um novo mundo de metáforas, agora ligadas ao passado e ao presente, às tradições e raízes culturais do Nordeste transmontano. Mas como os sonhos serão sempre uma fonte de vida, com o tempo tudo poderá tomar um novo rumo… e em novos rumos surgem novos caminhos…

2012 - 2016

A vontade de tornar Dream Metaphor num colectivo artístico concretizou-se em 2012 quando novos elementos se juntaram para criar um espectáculo de comemoração do 10º aniversário. À música, vídeo e dança uniu-se o teatro e o resultado final foi o espectáculo Terra Fria que marca uma viragem, não só por se ter conseguido atingir o tão desejado colectivo através da combinação de diferentes disciplinas artísticas, mas também pelo caminho musical cada vez mais orgânico e menos sintetizado, onde o folk se une à electrónica ambiental. Terra Fria estreia no dia 21 de Dezembro de 2014 também como forma de celebração do Solstício de Inverno, data desde então privilegiada para a estreia de novos espectáculos.
Em 2015, o colectivo estreia o espectáculo Utopia ou o Excesso da Realidade, onde o protagonismo é dado ao teatro mas sempre acompanhado em palco pela música ao vivo, a dança contemporânea e o vídeo.

Em 2016 dá-se um regresso à pesquisa das manifestações culturais portuguesas, já exploradas no Terra Fria, mas agora pegando no reportório musical tradicional misturado com as danças tradicionais e a arte circense, nascendo assim o espectáculo de rua Zanganitos. Este espectáculo tem inspiração no imaginário dos rituais pagãos de inverno, dos caretos, mascarados e chocalheiros das tradições do Nordeste de Portugal, do resto da Península Ibérica e dos países do Norte da Europa. Estas influências refletem-se tanto a nível musical pelo reportório tradicional português recuperado e reinterpretado à luz dos tempos modernos, quanto a nível da estética de cena do espectáculo, especialmente pelos figurinos e caracterização adoptados. O espectáculo de rua foi “re-criado” para o palco e estreou-se no dia 21 de Dezembro de 2016 no Fórum Cultural de Ermesinde, mais uma vez para a celebração do Solstício de Inverno que marca o início das Festas de Inverno.

2016 -

Passados 12 anos nasce a Dream Metaphor – Associação Cultural, sedeada em Podence, que abarca não só o Colectivo Artístico que lhe dá nome, como também diversos outros projectos artísticos que começam a nascer. O Colectivo Artístico, cujos elementos habitam nas imediações da cidade do Porto, pretende trazer de Trás-os-Montes para a Grande Metrópole as raízes tradicionais que caracterizam o seu trabalho mais actual.

ORGÃOS SOCIAIS

Direcção

Presidente: Leonel Ranção
Tesoureiro: Sónia Barbosa
Secretário: Susana Paiva

Assembleia Geral

Presidente: Marta Oliveira
Primeiro Secretário: Hélder Costa
Segundo Secretário: José Luís Silva

Conselho Fiscal

Presidente: Nuno Choupina
Secretário: Ricardo Canedo
Vogal: Mário Silva

A LUA COMEÇA A SER REAL © Dream Metaphor 2004 - 2017